Pesquisar este blog

junho 12, 2013

#ComoEuTeConheci

Oi, gente!
O post de hoje será super especial! A Bruna Vieira do blog Depois dos Quinze, propôs uma brincadeira: contar como conheceu o namorado. E eu resolvi participar! 
Eu já tinha feito esse texto uns meses atrás, mas deixei guardadinho comigo e não mostrei para ninguém. Mas existe oportunidade melhor do que essa pra contar a história de como conheci meu namorado? Acho que não!
Se quiserem entrar no clima ainda mais, leiam o texto ouvindo a "nossa" música.
Ok, agora chega de enrolação e vamos lá! 



"Sabe... Uma coisa mínima pode mudar sua vida. Num piscar de olhos, alguma coisa acontece do nada, quando você menos espera. E te coloca em um caminho que você nunca planejou. Em um futuro que você nunca imaginou. Pra onde ele vai te levar? É a jornada das nossas vidas, nossa busca pela luz, mas às vezes para encontrar a luz, você tem que passar pela mais profunda escuridão. Pelo menos, foi o que aconteceu comigo."
Foi obra do destino ter o encontrado?
E se não tivessem sido aquelas trocas de olhares?
E se não tivessem sido nossos primos? Se eles não tivessem se conhecido, se não tivessem se amado e finalmente e o mais importante, não tivessem se casado?
E se não tivesse sido aquele momento?
E se não tivesse sido aquele dia?
E se não tivesse sido aquele casamento?
Será que nunca mais iria encontrá-lo novamente?
Mas depois de tudo, acredito que tenha sido o destino.

Aquele dia. Aquele 20 de outubro de 2012. Eu acordei cedo sem saber quem eu iria conhecer, o que iria acontecer, onde iria parar. Apenas sei que no final daquele dia, conheci sem saber, o amor da minha vida. Durante a festa, nenhuma palavra, apenas olhares. Olhares de dois jovens carreados de interesse. Um interesse ingênuo e lindo de se sentir. Ao final da festa, a incerteza reinava em meu coração. "E se eu nunca mais vê-lo?"
Algo me dizia que não podia acabar ali. Algo me dizia que aquilo deveria ter uma continuação. Algo sussurrava em meus ouvidos, dizendo que eu não poderia ir embora sem saber ao menos o nome dele. Esse "algo", talvez foi o destino conspirando a nosso favor. 

Foi assim que ao final da festa não conseguia mais tirar os olhos dele. E nem ele de mim. Talvez tenha sido por impulso ou talvez foi o calor dos olhares que me fez tomar coragem. Uma coragem que eu não conhecia. Ia passando do lado dele e quando pisquei os olhos novamente, estava abraçando-o. Foi um impulso sem explicações. Depois de abraça-lo, disse: "Foi um prazer te conhecer!" E eu não tinha trocado uma palavra se quer durante a festa com ele. Só bastou os olhares pra ter "conhecido" ele. Fui uma perfeita maluca. Mas como disse: foi um impulso sem explicações.

Saí de perto dele e fui andando em direção à porta de saída. Parei e olhei para trás, na direção dos olhos dele. O meu olhar continha uma mensagem. E a mensagem dizia que era para ele me acompanhar até à saída. Depois de longos segundos, como se eu estivesse vivendo aquele momento em câmera lenta, ele percebeu meu recado e me acompanhou. Ele passou na minha frente e eu o segui. Atravessamos a porta e ele virou em minha direção, mas foi aí que fiquei sem reação e o máximo que consegui fazer foi olhar em seus olhos, passar na frente dele e sussurrar um adeus.
Estava descendo a rampa quando de repente, olhei pela última vez nos seus olhos,
e uma voz me disse, "Você não pode ir embora sem ao menos saber o nome dele, não pode." Foi neste exato momento, que num piscar de olhos, olhei para ele e um impulso (novamente) fez minhas cordas vocais se movimentarem e a única coisa que eu disse sussurrando foi:
"Qual o seu nome?"
Ele observou meu olhar e meus lábios se mexendo e pediu que
eu repetisse novamente.
"Qual o seu nome?", repeti.
Nesse instante estava num nível de rampa mais baixa do que a rampa em que ele estava e ele se aproximou, ficando frente à frente comigo.
"Meu nome é Daniel."
Ele tinha olhinhos puxados. Do jeito que eu sempre gostei. 
E eu pensava: "O que falar agora? O que falar?"
“E qual é o seu nome?”, ele falou.
“Grazi...”
"Você tá no Facebook da noiva?"
"Da noiva não..."
Ele pensou e disse: “Ah, caramba..."
Porém, na mesma fração de segundo, falei: "... Mas no Facebook do noivo sim."

Depois do breve diálogo, olhei nos olhos dele e me despedi com o olhar. Assim como uma Cinderela depois da meia-noite, desci rapidamente a rampa com o coração disparado e saí na rua, seguindo minha mãe, que estava logo à frente.
Naquele momento, estava leve e feliz. Fui andando pela rua em direção ao estacionamento. Não sei explicar, mas estava sentindo uma das melhores sensações da minha vida.
No carro, olhando para fora da janela, fiquei pensando se iria revê-lo. Talvez ele não me acharia no Facebook. Talvez nada daria certo. Talvez, toda essa magia, não se passava de mais um sonho.
Cheguei em casa e minha mãe perguntou:
"Quem era aquele rapaz?"
Eu apenas dei uma tímida risada.
"Ah, mãe..."

Naquela mesma noite recebi o melhor convite de amizade que eu poderia ter recebido. 
Ele queria ser meu amigo no Facebook. Amigo e também namorado.
Tenho guardado a primeira mensagem no chat que ele me mandou.
A festa aconteceu no sábado de noite. E somente do domingo para segunda, às 01:08 da manhã ele me mandou: 
"Oi td bem? Vc estava linda no casamento... não tirei os olhos de vc... Tenha uma ótima semana. Beijos!"
Olha só um trecho da minha resposta: 
"Oi Daniel! Tudo sim, e com você? Obrigada, de verdade... rs Notei seus olhares e não consegui ignorá-los..."
Bom, e a partir daí, tudo foi se encaixando e dando certo. Com pouco tempo ele veio aqui em casa e me pediu em namoro. O resto eu conto depois, mas a verdade é que...
"Todo mundo tem seu próprio destino, nem todos tomam a decisão de segui-lo... Tive sorte de ter feito isso."






*A frase inicial e a frase final entre aspas, são do filme "Um Homem de Sorte" de Nicholas Sparks. E esse filme é "nosso" também.

Obrigada por terem lido!

maio 24, 2013

Estou de volta, inspiração.




Hoje estive com vontade de dizer algumas palavras que estavam aprisionadas no meu coração. Palavras, sentimentos, desejos... Um turbilhão de coisas. 

A vida está sempre em mudanças. Ciclos que se iniciam e ciclos que terminam. Tenho estado pensativa com tudo que tem acontecido neste mundo. No mundo das pessoas e no meu mundo. São tantas surpresas, tantas felicidades, mas sinto que na mesma proporção que coisas boas acontecem, coisas ruins também surgem. Não sou uma pessoa negativa. Tudo que existe na minha vida, tento transformar em algo que seja bom. Gosto de ver o lado bom das coisas. Acho que a gente vive melhor se pensar dessa forma. 

Não queria estar aqui. Queria estar voando. Sentir o vento roçando minha face e batendo no meu cabelo. Queria voar pra longe e tentar encontrar em um lugar distante daqui, a minha inspiração. 
As vezes preciso se distanciar de tudo e de todos, talvez isso seja necessário para mim. Tirar um tempo só pra gente , sabe? Mas não podemos fugir por muito tempo, temos um dia que voltar. Voltamos mais fortes, renovados, experientes, e com novas histórias pra contar. As vezes sumo. As vezes fujo. Mas gosto de voltar. É bom achar o caminho de volta porque sempre há surpresas, novas descobertas e novos sorrisos.

A cada dia que vivo, percebo que estou sozinha neste mundo e apenas eu, conseguirei guiar meus passos. Dá medo. Mas sei que isso faz parte. Essa é uma das realidades da vida. Ninguém (fisicamente) irá te guiar para sempre. Um dia você descobre que está sozinho e se você  não arranjar forças e seguir em frente, ninguém irá fazer isso por você. A vida é um jogo de ganhos e perdas, descobertas e frustrações, sorte e azar, amor e ódio, felicidades e tristezas e outras mil e uma coisas. 

Como sempre: Ainda não sei aonde quero chegar com esse texto, mas fazia um bom tempo que não escrevia. Isso me faz bem. Quando finalizo um texto, sinto sempre um peso sair das minhas costas. 

Minha mente ainda é uma incógnita e sempre estou em busca pelo resultado desse meu 'x'. Em minha cabeça passa um turbilhão de coisas, e sei que a sua é um puro quebra-cabeças. Talvez essa nossa loucura e semelhança toda, tenha algum propósito. Talvez dois malucos se entendam, não é mesmo? Talvez seja este, o caminho para voltar e sempre te encontrar, minha perfeita inspiração.

dezembro 30, 2012

Happy 2013!



O futuro é uma caixinha de surpresas...
O passado é um baú cheio de histórias...
E o presente é agora. Então viva!
Não tenha medo.
O que tiver que acontecer, acontecerá. O que tiver que ser, será.

Um novo ano vem sempre com novos desafios, novas surpresas, novas alegrias e infelizmente, novas tristezas. Entre outras e outras coisas. Mas isso simplesmente faz parte da vida. Da nossa vida.
Para os dias ruins, há sempre uma esperança. Como diz numa frase que acho muito interessante: "Dias ruins são necessários, para os dias bons valerem a pena. Por que depois da tempestade sempre vem a calmaria".
E para os dias felizes... Que sejam todos inesquecíveis, cheios de risadas, de muito amor, carinho, união e saúde!

Que 2013 seja mais outro ano incrível, como foi 2012. Claro que nem tudo são flores e muitas coisas que aconteceram este ano, não deram certo. Mas vou lembrar dos melhores momentos pelos quais passei e com as coisas que não deram certo ou não foram boas, não vou dizer que foi um desperdício na minha vida. Vou dizer que foi um aprendizado para minha vida. E como dizem... É errando que se aprende. E é isso que farei! Mesmo sendo às vezes, difícil aceitar.
A felicidade não é algo tão fácil de adquirir. Ela não vem com dinheiro, (claro que dinheiro resolve muitas coisas...) mas a felicidade está nos pequenos detalhes da vida e nas amizades que vamos conquistando e enraizando conforme o tempo. As pessoas que estão em nossa volta, àquelas que amamos, que temos admiração e que nos amam é as que fazem nossa vida ter sentido. Cada pessoa que passa pela minha vida, tem uma importância e um significado. Desde aquelas que estão presentes na nossa vida, quanto aquelas que se foram... Literalmente falando ou no sentido conotativo.
Pessoas de diversos gostos, culturas, crenças e objetivos, estão sempre indo e vindo em nossa vida. Gostaria que ninguém se fosse da minha mas como eu disse... Na vida tudo pode acontecer e existem diversos motivos para que ela não esteja mais lá. Motivos de verdade ou motivos sem explicação.

Mas apesar de tudo, esteja e seja feliz!
Sei que não dá pra ser feliz toda hora, mas dá pra tentar. E isso, eu tento todos os dias!

OBRIGADA À TODAS AS PESSOAS QUE ENTRARAM (ou saíram) DA MINHA VIDA ESTE ANO! E as que continuaram comigo este ano de anos passados, muito obrigada por existir na minha vida! Espero em 2013 conhecer muito mais pessoas e com as pessoas que já conheço, conhecer cada vez mais e formar cada vez mais uma amizade linda/incrível/inesquecível!

Se você me acompanhou até aqui, desculpa. Escrevo demais! Não consigo dizer poucas palavras e escrevê-las, quando são coisas do fundo do meu coração. Não marquei ninguém porque... Ah! Porque não quis. Mas saibam que esse texto foi pensado em cada pessoa que eu conheci este ano, que eu gosto, que eu não gosto, que eu já gostei, que eu amo, que eu já amei, que eu admiro, ou que eu nunca conversei e não conheço direito (mas que talvez possa ter uma oportunidade pra conversar e conhecer melhor...). Enfim, se você é uma dessas aí, esse meu texto serve pra você.

Enfim, um maravilhoso 2013 para todos!!! :)

outubro 23, 2012

Música: Always


Sabe quando uma música faz todo sentido na sua vida? Então... A música 'Always' da banda americana de rock Bon Jovi, é uma das músicas que mais fazem sentido para a minha vida. Ela significa muito pra mim, por isso resolvi fazer um post especialmente para ela. 

Antes, vou esclarecer algo. Quem convive comigo pessoalmente, sabe que não tem um dia ou uma semana que não deixo de escrever no braço a palavra "Always". Muitos engraçadinhos acham que é daquele absorvente 'Always', mas não tem NADA haver! rs 
Escrevo com caneta permanente, mas daqui à alguns anos pretendo fazer uma tatto com essa palavra. Antes vou ter que encarar meus pais, mas enfim... Vou dar tempo ao tempo e esperar até ter maturidade para decidir se quero mesmo tatuar, pois tatuagem é algo que deve ser realmente pensado. Afinal, ficará pro resto da vida. 
Mas continuando o esclarecimento... 'Always' não é apenas uma simples palavra. Para mim, é um sentimento, algo que é difícil de ser explicado por palavras, algo que me deixa satisfeita e completa. Acho que quando sua vida começa a ter significados, as coisas tornam-se mais intensas. A vida começa a ter mais sentido, fica mais nítida, mas clara, mas vibrante. 
Enfim... Always é um "elemento" que compõe minha mente e meu mundo. Agora tá explicado porque o meu blog tem "Always" no meio? Mas agora, depois de dar essa bela viajada e fugir do foco principal, vou voltar ao objetivo que é falar sobre a música 'Always' em si.


Em 1994 a banda americana Bon Jovi, que tem o mais lindogostosomaravilhoso vocalista Jon Bon Jovi, lançou seu sexto álbum denominado Cross Road, um dos mais vendidos e populares do mundo e que continha duas músicas inéditas, entre elas “Always”. Always significa “sempre” e foi feita originalmente para o filme ”Romeu Is Bleeding” (O Sangue de Romeu), mas como os integrantes da banda não gostaram do filme não entregaram a música aos produtores. Curiosamente a música fez o maior sucesso e transformou-se no single com o maior número de vendas da história da banda.

É difícil aceitar que uma música tão boa como Always tenha sido feita por encomenda e não pela inspiração de um coração apaixonado, pois sem dúvida essa é a música que sintetiza a história de milhões de casais mundo a fora. E para quem ainda não chorou escutando Always, um dia há de chorar… A música transmite um sentimento e uma aparência que quase pode ser tocada ao fechar os olhos e prestar atenção em cada palavra (claro que isso só acontece se você souber falar em inglês). Mas o amor fala em todas as línguas, e um sentimento não precisa ser traduzido.
Assista a performace de Jon Bon Jovi (vocal) com suas expressões facias, Richie Sambora (guitarra) com seu feeling nos solos de guitarra e seu backing vocal, Tico Torres (bateria) e David Byan (teclados).

Esse vídeo foi em 2008, quando a banda Bon Jovi voltou para Nova York a partir de um globo de abrangência na sua turnê mundial. Esse show aconteceu na Madison Square Garden e naquela noite, foi tocado um conjunto dos maiores sucessos, incluindo a minha querida 'Always'.
Pela primeira vez, podemos experimentar o poder do Bon Jovi ao vivo em som de alta definição e som surround impressionante.



Há também o vídeo clipe da música que contou com Jack Noseworthy, Carla Gugino, Wiles Jason e Keri Russell. 



Veja a letra e a tradução da música:



Always

This Romeo is bleeding
But you can't see his blood
It's nothing but some feelings
That this old dog kicked up

It's been raining since you left me
Now I'm drowning in the flood
You see I've always been a fighter
But without you I give up

Now I can't sing a love song
Like the way it's meant to be
Well I guess I'm not that good anymore
But baby that's just me

And I will love you baby always
And I'll be there forever and a day always
I'll be there till the stars don't shine
Till the heavens burst and the words don't rhyme
And I know when I die you'll be on my mind
And I'll love you always

Now your pictures that you left behind
Are just memories of a different life
Some that made us laugh
Some that made us cry
One that made you have to say good bye

What I'd give to run my fingers through your hair
To touch your lips to hold you near
When you say your prayers try to understand
I've made mistakes I'm just a man
When he holds you close
When he pulls you near
When he says the words
You've been needing to hear
I'll wish I was him cause these words are mine
To say to you till the end of time

And I will love you baby always
And I'll be there forever and a day always
If you told me to cry for you I could
If you told me to die for you I would
Take a look at my face
There's no price I won't pay
To say these words to you

Well there ain't no luck in this loaded dice
But baby if you give me just one more try
We can pack up our old dreams and our old lives
We'll find a place where the sun still shines
And I will love you baby always
And I'll be there forever and a day always
I'll be there till the stars don't shine
Till the heavens burst and the words don't rhyme
And I know when I die you'll be on my mind
And I'll love you always


Sempre
Este Romeu está sangrando
Mas você não pode ver o seu sangue
São apenas alguns sentimentos
Que este velho sujeito jogou fora

Tem chovido desde que você me deixou
Agora estou me afogando no dilúvio
Você sabe que sempre fui um lutador
Mas sem você, eu desisto

Agora não posso cantar uma canção de amor
Como deve ser cantada
Bem, acho que não sou mais tão bom
Mas querida, sou apenas eu

E eu, te amarei, querida, sempre
E estarei ao seu lado por toda a eternidade sempre
Eu estarei lá até as estrelas deixarem de brilhar
Até os céus explodirem e as palavras não rimarem
E sei que quando eu morrer, você estará no meu pensamento
E eu te amarei sempre

Agora as fotos que você deixou para trás
São apenas lembranças de uma vida diferente
Algumas que nos fizeram rir
Algumas que nos fizeram chorar
Uma que você fez ter que dizer adeus
O que eu não daria para passar meus dedos pelos seus cabelos
Tocar em seus lábios, abraça-la apertado
Quando você disser suas preces, tente entender
que eu cometi erros, sou apenas um homem
Quando ele abraçar você
Quando ele puxar você para perto
Quando ele disser as palavras
Que você precisa ouvir
Eu queria ser ele porque aquelas palavras são minhas
Para dizer a você até o fim dos tempos

E eu te amarei, querida, sempre
E estarei ao seu lado por toda a eternidade sempre
Se você me dissesse para chorar por você, eu choraria
Se você me dissesse para morrer por você, eu morreria
Olhe para o meu rosto
Não há preço que eu não pagaria
Para dizer estas palavras a você

Bem, não há sorte nestes dados viciados
Mas querida, se você me der apenas mais uma chance
Nós podemos refazer nossos antigos sonhos e nossas antigas vidas
Encontraremos um lugar onde o sol ainda brilha
Sim, e eu te amarei, querida, sempre
E estarei ao seu lado por toda a eternidade sempre
Eu estarei lá até as estrelas deixarem de brilhar
Até os céus explodirem e as palavras não rimarem
E sei que quando eu morrer, você estará em meu pensamento
E eu te amarei, sempre


(Via 'Aprendendo com Música': 
http://aprendendocomamusica.wordpress.com/2011/05/21/always-bon-jovi/)

*As imagens foram montagens de minha autoria.

O que achou desse post? Deixe seu comentário! Divulgue!

outubro 08, 2012

Resenha: O Milagre

Hey, pessoas! :D
Um post bem curtinho, só pra dar uma atualizada no blog!

Quanto tempo que eu não apareço por aqui, né! ): 
Algum dia desses eu faço um post falando sobre o que eu tenho feito nesses últimos meses que dei uma big abandonada no meu blog...

Mas enfim, hoje o assunto é outro! Acabei de ler O Milagre do nosso queridinho Nicholas Sparks! Resolvi escrever a respeito do que achei desse livro. Mas para mim eu não intitulava como uma 'Resenha' mas basicamente como um breve textinho com as minhas impressões sobre este livro.


Sinopse: Jeremy Marsh é um respeitado jornalista que não consegue emplacar um relacionamento afetivo que o faça feliz. Acostumado a viajar pelo mundo em busca de lendas urbanas, Jeremy parte em direção a uma cidadezinha do sul dos Estados Unidos, Boone Creek para investigar as misteriosas luzes de um antigo cemitério escravo que teria sido alvo de uma maldição. Lá ele conhece a bela Lexie Damell, que irá ajudá-lo em sua fantasmagórica missão. Prestes a descobrir um segredo que poderá abalar os alicerces da comunidade, esse implacável destruidor de mitos terá de se confrontar com o único fenômeno que considera genuinamente misterioso e sobrenatural: uma paixão.
_____________________________________________________________

Ai, ai... Jeremy & Lexie ♥

Muitos dizem que esse livro foi um dos piores que o Nicholas Sparks escreveu. Pois bem. Estava eu passando na frente de um Sebo, e vi exposto na vitrine esse livro. Nem pensei duas vezes, entrei e comprei ele. No mesmo dia, em meados de julho/agosto eu comecei a lê-lo. O começo pode ser um pouco parado, monótono... Mas acho que o Sr. Sparks fez isso para que pudéssemos entrar a fundo na história. Ele detalha bem tudo. E digo, realmente foi uma história diferente das outras que ele já escreveu. O início é mais.. Hn... Sem romances, ou melações. Foi mais uma história morna no começo, só descrevendo os personagens e contando sobre a vida de cada um deles. Depois Nicholas vai interligando as coisas. A leitura desse livro é fácil, gostei da história, não me cansei ou cheguei a pensar em desistir. Muitos leitores dizem (e eu concordo) que esse livro fica realmente bom, do meio pro final. Mas enfim... E justo na época que comecei a lê-lo, peguei umas semanas de provas e também tinha que ler outrs livros doios que a escola tinha colocado como plano de leitura. Aí dei uma pausa na leitura deste. E quando pensei que estivesse novamente livre pra recomeçar a leitura dele, minha vizinha surgiu com uma "proposta" irrecusável. Ela me emprestou O Caso dos Dez Negrinhos da Ágatha Christie. (Estou pensando seriamente em fazer uma resenha desse livro, porque foi uma ótima história também! *-*). Mas então, depois de ler o Caso dos Dez Negrinhos, eu não esperei por nada e voltei correndo pra reler de onde tinha parado O Milagre. Aí pronto, consegui ler com mais calma o coitadinho. Nunca sobrava tempo pra ele. ): Mas depois de dois meses terminei de lê-lo! (Era para ter lido em dois dias e não em dois meses, né, mas enfim... é a vida!) Ah, que fique claro, eu demorei porque tava sem tempo, mas não porque a história era cansativa. Pelo contrário, o final é muito lindo e achei super interessante. Fechou com chave de ouro! Ah, e o melhor de tudo. Quem conhece Nicholas Sparks, sabe muito bem o que ele sempre nas suas histórias... Mata algum personagem que não deveria morrer. PORÉM, nesta história ele não faz isso!!! Uhuull! \o/ Bom, eu gostei do O Milagre, tem quem não gostou, mas enfim, gosto é gosto!

*Descupem-me pela Resenha não muito resenha. Foi apenas uma rápida impressão minha sobre esse livro. Caso se interessou por este título, 
procure mais informações no sr. Google!

Pra quem não acredita no amor, mas acredita que milagres podem acontecer, não deixe de ler esse livro!

Beijos a todos! :D